Bahia cai diante do Palmeiras e perde invencibilidade em casa

< Voltar
Bahia cai diante do Palmeiras e perde invencibilidade em casa

 
Por Redação Galáticos Online | Fotos: Divulgação / EC Bahia

No retorno do Bahia à Arena Fonte Nova, após dois jogos fora de casa, o resultado foi o pior possível. Neste domingo (18), o Tricolor perdeu por 4 a 2 para o Palmeiras, em partida válida pela 8ª rodada da Série A. Essa foi a primeira derrota do time baiano atuando na Arena Fonte Nova, neste Brasileirão. Até então, eram três jogos e três vitórias.
Sem as presenças de Régis e Allione, o time se tornou uma presa fácil. O primeiro gol do Palmeiras saiu aos 17 minutos, em pênalti mal assinalado pelo árbitro. O atacante Roger Guedes bateu no canto e abriu o placar. A partida seguia equilibrada, com uma marcação forte do time paulista, até que o Bahia resolveu agredir. Aos 44, blitz Tricolor e Vinicius deixou tudo igual. 
 
Na segunda etapa o time do técnico Jorginho voltou completamente desligado. Aos 3 minutos, Keno emendou um belo chute, colocando o Palmeiras à frente do placar novamente. Aos 37, Jean bateu falta, Juninho cabeceou e Mina completou para o gol, de carrinho: 3 a 1. Dois minutos depois, João Paulo, que entrou no lugar de Juninho, aproveitou falha do zagueiro Juninho e descontou. Sem forças para igualar o marcador, o Esquadrão ainda sofreu o quarto gol, anotado por Willian. Esquadrão deixou o estádio criticado pela torcida. 
 
O Bahia volta a campo na próxima quinta-feira (22), às 19h30, contra o Corinthians. O duelo será válido pela 9ª rodada do Brasileirão. 
 
FICHA TÉCNICA
 
Bahia 2 x 4 Palmeiras
Brasileirão – 8ª rodada
Local: Fonte Nova, às 16h
Arbitragem: Rodolpho Toski Marques (PR), assistido por Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR).Assistentes adicionais: Paulo Roberto Alves Junior e Fábio Filipus.
 
Cartões amarelos: Régis Souza (BAH) / Keno, Willian, Roger Guedes e Juninho (PAL)
 
Gols: Roger Guedes, Keno, Mina e Willian (PAL) / Vinicius e João Paulo (BAH)
 
Bahia: Jeanzinho, Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis (Armero); Renê Júnior, Juninho (João Paulo) e Vinícius (Gustavo Ferrareis); Zé Rafael, Mendoza e Edigar Junio Técnico: Jorginho.
 
Palmeiras: Prass, Mayke (Tchê Tchê), Yerry Mina, Juninho e Egídio; Thiago Santos (Luan), Jean, Alejandro Guerra; Willian, Roger Guedes e Keno (Erick). Técnico: Cuca.